Redes de proteção para edificações

As redes de proteção para janelas, sacadas, escadas, mezaninos, parapeitos e floreiras, contam com uma norma técnica que regulamente sua instalação e seu uso. Isto também é aplicado as redes destinadas à segurança e proteção em edificações.

Esta rede é essencial porque protege e evita que as pessoas que permaneçam ou circulem em uma área de edificações corram o risco de sofrer uma queda inesperada, sem no entanto impedir sua passagem voluntária. Estas redes são formadas por um conjunto de malhas não metálicas entrelaçadas que garante a segurança.

As redes de proteção para edificações contam com três normas técnicas que regulam a utilização e o objetivo destas redes quando da instalação e estão inseridas na norma número 16046 de 2012 da Associação Brasileira de Norma Técnica (ABNT) e é dividida em três partes.

A primeira parte trata da questão da fabricação das redes de proteção de edificações. Esta norma específica requisitos mínimos para a fabricação de redes de proteção para edificações.

A parte dois da ABNT 16046 trata do tipo de corda para instalação da rede de proteção para edificações. Esta Norma especifica os requisitos mínimos de fabricação das cordas utilizadas para a instalação das redes de proteção.

Por fim, a terceira parte da Norma que trata das redes de proteção de edificações destaca o processo de instalação. Ela especifica os requisitos mínimos para instalação de redes de proteção para edificações, fabricadas de acordo com a ABNT NBR 16046-1.

Categories: Equipamentos de segurança, janelas, janelas e sacadas, manutenção das redes, prevenção, rede de proteção, rede de proteção no trabalho, redes de proteção em edificações, segurança, telas de proteção

Tags: , ,

    Leave a Comment

    Ne alii vide vis, populo oportere definitiones ne nec, ad ullum bonorum vel. Ceteros conceptam sit an, quando consulatu voluptatibus mea ei. Ignota adipiscing scriptorem has ex, eam et dicant melius temporibus, cu dicant delicata recteque mei. Usu epicuri volutpat quaerendum ne, ius affert lucilius te.

    Comentários

      Categorias