Qual a melhor lâmpada de LED para a minha casa?

Trocar as lâmpada halógenas, fluorescentes e incandescentes por lâmpadas de LED é uma tendência que leva à redução do consumo de energia. Mais duráveis que as demais, as lâmpadas de LED já são utilizadas, inclusive, na iluminação pública das cidades.

Mas você saberia escolher o melhor tipo de lâmpada LED para a sua casa? A Poli-Redes, empresa de Mogi das Cruzes especializada na instalação de redes de proteção de todos os tipos e agora no ramo das lâmpadas de LED, dá algumas dicas para vocês.

A principal delas é quanto aos tipos de voltagem para as lâmpadas de LED. As de 12 volts, por exemplo, são indicadas para as sancas de gesso. Já as lâmpadas de 110 e de 220 volts devem ser utilizadas de acordo com a voltagem instalada em sua casa. Por fim, as lâmpadas bivolt se adaptam às duas voltagens, ou seja, funcionam tanto em casas que tenham a rede elétrica em 110 quanto em 220 volts.

Outra escolha importante é quanto ao tipo de soquete ou conector. O soquete tipo E27 é aquele encontrado na maioria dos lustres, plafons e pendentes. Já o soquete E14 estão nos abajures e castiçais eletrônicos importados. Por fim, há as lâmpadas que precisam de um conector. O mais comum é o GU10, pois é utilizado em lustres e luminárias modernas.

Antes de instalar as lâmpadas de LED é importante identificar a potência delas. As lâmpadas antigas amarela incandescentes possuem boa capacidade de iluminação, porém são ultrapassadas e gastam muita energia elétrica. Para descobrir qual é a lâmpada de LED que melhor substitui a lâmpada incandescente ou de outro tipo que você utiliza, veja a tabela abaixo:

  • 1 watt de LED = 2,5w de fluorescente;
  • 1 watt de LED = 10w de incandescente;
  • 1 watt de LED = 10w dicroica ou halógena.

Isso significa que, se você usava uma lâmpada de 20w fluorescente, uma lâmpada LED de 8w consegue o mesmo alcance de luminosidade.

Outro detalhe importante é quanto à cor da luz da lâmpada de LED. Muito se enganam achando que é somente branca. Na verdade, há ainda as cores amarela e natural.

As brancas são lâmpadas de LED que chegam a ter um tom azulado. São as chamadas lâmpadas frias, pois sua iluminação é mais brilhante e densa, apropriadas para ambientes que possuem muito branco, como os banheiros, a cozinha e a lavanderia.

As lâmpadas amarelas proporcionam uma sensação maior de aconchego e calma aos ambientes. Os locais mais adequados a receberem este tipo de lâmpada de LED são a sala e os quartos.

Por fim, há as lâmpadas de LED naturais, que estão entre as brancas e as amarelas, pois são mais neutras. A sua luz é mais natural e a aplicação dela pode ser feita em qualquer um dos ambientes descritos acima. Quem possui objetos de arte geralmente prefere esse tipo de iluminação, pois ela não muda a cor daquilo que é iluminado. (Fonte: www.eletroenergia.com.br)

Acesse o site da Poli-Redes e obtenha mais informações.

Categories: areas de lazer, dicas de iluminação, iluminação com LED, janelas e sacadas, Lâmpadas de LED, lâmpadas LED, LED, prevenção, rede de proteção, segurança, telas de proteção

Tags: , , , ,

    Leave a Comment

    Ne alii vide vis, populo oportere definitiones ne nec, ad ullum bonorum vel. Ceteros conceptam sit an, quando consulatu voluptatibus mea ei. Ignota adipiscing scriptorem has ex, eam et dicant melius temporibus, cu dicant delicata recteque mei. Usu epicuri volutpat quaerendum ne, ius affert lucilius te.

    Comentários

      Categorias