Qual a melhor lâmpada de LED para a minha casa?

Trocar as lâmpada halógenas, fluorescentes e incandescentes por lâmpadas de LED é uma tendência que leva à redução do consumo de energia. Mais duráveis que as demais, as lâmpadas de LED já são utilizadas, inclusive, na iluminação pública das cidades.

Mas você saberia escolher o melhor tipo de lâmpada LED para a sua casa? A Poli-Redes, empresa de Mogi das Cruzes especializada na instalação de redes de proteção de todos os tipos e agora no ramo das lâmpadas de LED, dá algumas dicas para vocês.

A principal delas é quanto aos tipos de voltagem para as lâmpadas de LED. As de 12 volts, por exemplo, são indicadas para as sancas de gesso. Já as lâmpadas de 110 e de 220 volts devem ser utilizadas de acordo com a voltagem instalada em sua casa. Por fim, as lâmpadas bivolt se adaptam às duas voltagens, ou seja, funcionam tanto em casas que tenham a rede elétrica em 110 quanto em 220 volts.

Outra escolha importante é quanto ao tipo de soquete ou conector. O soquete tipo E27 é aquele encontrado na maioria dos lustres, plafons e pendentes. Já o soquete E14 estão nos abajures e castiçais eletrônicos importados. Por fim, há as lâmpadas que precisam de um conector. O mais comum é o GU10, pois é utilizado em lustres e luminárias modernas.

Antes de instalar as lâmpadas de LED é importante identificar a potência delas. As lâmpadas antigas amarela incandescentes possuem boa capacidade de iluminação, porém são ultrapassadas e gastam muita energia elétrica. Para descobrir qual é a lâmpada de LED que melhor substitui a lâmpada incandescente ou de outro tipo que você utiliza, veja a tabela abaixo:

  • 1 watt de LED = 2,5w de fluorescente;
  • 1 watt de LED = 10w de incandescente;
  • 1 watt de LED = 10w dicroica ou halógena.

Isso significa que, se você usava uma lâmpada de 20w fluorescente, uma lâmpada LED de 8w consegue o mesmo alcance de luminosidade.

Outro detalhe importante é quanto à cor da luz da lâmpada de LED. Muito se enganam achando que é somente branca. Na verdade, há ainda as cores amarela e natural.

As brancas são lâmpadas de LED que chegam a ter um tom azulado. São as chamadas lâmpadas frias, pois sua iluminação é mais brilhante e densa, apropriadas para ambientes que possuem muito branco, como os banheiros, a cozinha e a lavanderia.

As lâmpadas amarelas proporcionam uma sensação maior de aconchego e calma aos ambientes. Os locais mais adequados a receberem este tipo de lâmpada de LED são a sala e os quartos.

Por fim, há as lâmpadas de LED naturais, que estão entre as brancas e as amarelas, pois são mais neutras. A sua luz é mais natural e a aplicação dela pode ser feita em qualquer um dos ambientes descritos acima. Quem possui objetos de arte geralmente prefere esse tipo de iluminação, pois ela não muda a cor daquilo que é iluminado. (Fonte: www.eletroenergia.com.br)

Acesse o site da Poli-Redes e obtenha mais informações.

Categories: areas de lazer, dicas de iluminação, iluminação com LED, janelas e sacadas, Lâmpadas de LED, lâmpadas LED, LED, prevenção, rede de proteção, segurança, telas de proteção

Tags: , , , ,

Categorias