Férias, hora de checar as redes de proteção

Crianças em casa pedem cuidados em dobro nas férias
Acidentes domésticos são muito comuns nesta época do ano!

Prezando pelo compromisso com a segurança de quem mora em edifícios e locais altos, a empresa mogiana Poli-Redes se tornou um referencial no ramo de telas e redes de proteção para varandas, sacadas e janelas. O motivo não é por menos, já que a Poli-Redes trabalha com materiais de qualidade e de preço acessível para o bolso do cliente que busca garantir a segurança para aos familiares e animais de estimação no seu imóvel.

E com a proximidade das férias escolares, a Poli-Redes recomenda que é o momento apropriado para quem quer instalar uma tela ou rede de proteção em casa, e o recado também é válido para quem já conta com essa proteção, e que precisa reforçá-la. Afinal, a garantia do material é de aproximadamente sete anos.

Para quer as férias escolares não virem o pesadelo dos adultos, os pais precisam redobrar os cuidados com as crianças. Conforme estatísticas médicas, os campeões em atendimentos em pronto socorro durante as férias são as queimaduras, intoxicações, quedas e afogamentos.

Materiais pérfuro-cortantes, como facas e tesouras, devem ser mantidos fora do alcance dos pequenos. Outras recomendações são evitar tomadas, fios elétricos, tapetes soltos próximo dos móveis para não escorregar, colocar grades de proteção nas camas das crianças menores, telas de proteção em janelas, escadas, piscinas, quadras, e não permitir de forma alguma, crianças perto de janelas para quem mora em prédios e condomínios.

Traumas e fraturas em braços e pernas também são bastante comuns. Boa parte das contusões, entorses e até mesmo fraturas sofridas por crianças ocorrem dentro de casa. Conforme dados da Sociedade Brasileira de Ortopedia Pediátrica (SBOP), a região mais atingida nos pequenos é o membro superior, cerca de 26% dos casos, sendo a fratura mais comum no antebraço, principalmente o punho. Já no membro inferior a perna é a parte mais atingida.

Mas se forem por produtos de limpeza, o indicado é lavar logo com água corrente e procurar a emergência. E de preferência levar o frasco do produto. Caso algum corpo estranho ou objeto fique preso ao olho, os responsáveis não devem tentar removê-los ou usar qualquer tipo de substância, mesmo que seja colírio, para tentar melhorar. É importante procurar um médico.

Queda de alturas, esse é um acidente que podemos evitar com instaalção de telas e redes de proteção em sacadas, janelas , escadas, mezaninos  da POLIREDES.

Primeiros socorros para queda grave

Os primeiros socorros para queda grave com mais de 2 metros são:

– Chamar imediatamente uma ambulância, ligando para o número 192;
– Observar se a vítima está acordada e se responde quando é chamada. Caso esteja inconsciente, verificar a respiração e se não estiver respirando fazer massagem cardíaca até chegar ajuda médica. Veja como fazer a massagem em: Como fazer massagem cardíaca;
– Evitar mover a vítima se ela não se conseguir levantar depois de cair;
– Em caso de fratura: imobilizar o membro lesionado na posição em que está com tábuas, ataduras ou lençóis, por exemplo; Saiba mais em: Primeiros socorros em fratura exposta.
–  Em caso de sangramento: fazer pressão sobre o local da hemorragia com um pano limpo por, pelo menos, 10 minutos ou até chegada da ajuda médica. Veja mais em: Primeiros socorros para hemorragia.
– A gravidade da queda depende da altura e da forma como a vítima caiu, no entanto, alguns sintomas de alerta são perda de consciência por mais de 2 minutos, vômitos constantes, dor de cabeça intensa e incapacidade para movimentar qualquer parte do corpo, por exemplo.
– Normalmente, ​​estes sintomas podem ser sinal de problemas graves, como traumatismo craniano ou hemorragia interna, e, por isso, é recomendado levar imediatamente a vítima ao pronto-socorro, caso seja possível, ou chamar uma ambulância.
Se a vítima estiver inconsciente, verifique a respiração e o pulso dela e chame socorro imediatamente

Se o choque com o chão ou outra superfície for intenso, há grandes chances de que a vítima tenha sofrido alguma lesão interna. Neste caso, movimente a vítima o menos possível e chame imediatamente o socorro
Sempre a presença de um adulto é indispensável para supervisionar toda e qualquer brincadeira, para evitar esses acidentes. A dica para os pais é incentivar a criança a explorar o ambiente em que se encontra, mas sempre acompanhada. Crianças entre 2 e 6 anos, por exemplo, estão na idade de desenvolverem sua capacidade física e cognitiva, necessitando de atividades que ofereçam esse estímulo. Elas precisam de atividades passivas ou tranqüilas, como leitura e televisão, além de tempo para brincar, correr e pular.

Prevenção

Para evitar escorregões e quedas, é indicado que as crianças usem calçados anatômicos e com solado antiderrapante.  Para evitar problemas dentro de casa, uma opção é substituir alguns brinquedos pela versão alternativa, a exemplo da massa de modelar feita de farinha de trigo e anilina, que descarta os riscos de intoxicação caso seja ingerida. Ainda que sejam aparentemente inofensivas, a pedagoga reforça a necessidade de um adulto para supervisionar as brincadeiras e sempre estar alerta para os objetos e materiais que possam oferecer risco às crianças.

Embora a faixa etária mais comum dos acidentes domésticos seja a pré-escolar, já que as crianças não têm muita firmeza na marcha e desconhecem o perigo, podendo subir em móveis, janelas, sacadas e ocorrer acidentes graves e até fatais. Por isso, a importância da instalação de Redes de Proteção Poliredes.

Os pais também devem ficar atentos aos pré-adolescentes e adolescentes, quando os traumas são mais relacionados aos acidentes em esportes e lazer, como quadras sem redes de proteção, as quais podem jogar a bola em direção de ruas movimentas ou casa de vizinhos onde tem a presença de cães, o que também podem ser evitados com colocação de redes de proteção para quadras, por exemplo.

Com um pouco mais de atenção e cuidado, pais e filhos vão poder curtir as férias de forma tranqüila, alegre e saudável, sem contratempos. Afinal, férias é um momento de diversão e alegria.

Previna-se, antes das férias, entre em contato com a Poli-Redes, que trabalha com materiais de primeira linha para garantir a segurança da sua família, principalmente para quem tem crianças em casa, e sabe o quanto é perigoso não nos atentarmos na vigilância das crianças e redobrá-la nas férias.

Outro bom motivo para você confiar na  Poli-Redes é o atendimento personalizado que a equipe presta para clientes especiais como você, porque os seus profissionais orientam sua clientela sobre os tipos de redes de proteção sob medida e os locais ideiais para instalá-las.

Aproveite os preços promocionais que a Poli-Redes oferece para você. É só clicar aqui.

 

Categories: evite acidentes, férias, janelas, manutenção redes de proteção, piscinas, prevenção, rede de proteção piscinas, rede de proteção quadras, rede e tela de proteção para animais de estimação, segurança, telas de proteção

Tags: , , , , ,

    Leave a Comment

    Ne alii vide vis, populo oportere definitiones ne nec, ad ullum bonorum vel. Ceteros conceptam sit an, quando consulatu voluptatibus mea ei. Ignota adipiscing scriptorem has ex, eam et dicant melius temporibus, cu dicant delicata recteque mei. Usu epicuri volutpat quaerendum ne, ius affert lucilius te.

    Comentários

      Categorias